sábado, março 18, 2017

DE Justiça, Procuradores e Afins.

A Justiça na "Operação Marquês" surgiu um pouco com portadas e caçadas, onde se disparam tiros xoxos para para aferir a dimensão da pele da presa. Diz-se, que os Procuradores são pouco amantes de um trabalho exaustivo, dividem, subdividem entre eles e atiram para o lado, para outra qualquer Instituição, ou carta parda enviada ao Estrangeiro, de demorada resposta. A sua credibilidade vai-se-se perdendo, o que é gravíssimo, fazendo eles parte de um Órgão de Soberania, penso. Ela (justiça) continua sendo uma espécie de pilha "duracel", dura, dura e como tudo terá o seu fim, até a própria pilha! Agora, acrescento eu, sem estar muito preocupado com o resultado da sentença, palpitando que será justa. Todavia, receio desmesuradamente que esse fim não deve ocorrer em modo de tempo, das próximas Eleições Autárquicas, Cheiraria muito mal! Se tal a acontecer, revelaria bem que esse Órgão é manobrado descaradamente: ficará com a porta, por fim, escancarada e nenhum animal de caça deve perdurar. Será o povo que terá que vir à rua dizer: crimes de colarinho branco a contar com uma dose de suborno basta! Os portugueses estão fartos e pobres por falta de Justiça que prende para averiguar e perdoa por se perder no tempo! Continuará esse Órgão de Soberania inamovível e o outro-a AR a produzir leis à medida?...Perguntem aos verdadeiros democratas o caminho a seguir. Nada poderá ficar como dantes.

sexta-feira, março 17, 2017

Outro Curso de Comandos, Já?

Então, Sr.Ministro da Defesa, para quando a verdade acerca das mortes do último Curso de Comandos? Acontecia até ao final de Dezembro? Cadê Inquérito, conclusões e o restante que deve dormir no Tribunal? E vamos já ter outro Curso?
Sabe, eu fiz um curso de Ranger's em Lamego. Ao tempo, havia a guerra das Colónias e foi suprimida a perigosa e detestável prova dos Esgotos. Sabe V.Exª, porquê? Porque o Oficial Superior da respectiva Instrução anulou essa prova, face ao grosso caudal de águas que enchiam os esgotos da cidade, motivado pelo grau elevado grau de pluviosidade e por fortes nevões a cair, que ao derreterem-se, também contribuiriam apara o aumento do mesmo caudal. Claro! Houve o bom senso do Diretor de Instrução e dos seus colaboradores fazerem uma análise correta se essa Instrução acontecesse, com tanta adversidade temporal. A Prova foi suprimida para os instruendos nao correr riscos de vida.
Então, porque é que essa maralha instrutora dos Comandos não fez a analise das provas a decorrer com temperaturas elevadíssimas, a rondar os 40 graus? Pois foi! Não o fizeram...Mais, Senhor Ministro, Portugal não estava em guerra. Sabe, os instrutores dessa tropa de elite surgem na Instrução ressabiados e vingativos. Se nós suportamos para sermos Comandos, eles( instruendos) também vão suportar! Não olharam as circunstâncias verificadas de muito calor pouco, pouco habituais no nosso País e "seguiu a festa". masoquista.Logo a culpa não deve morrer solteira! E se tal acontecer, Sr. Dr: Azeredo Lopes, em meu entender, resta-lhe a demissão. Tenho pena! Todavia, será conveniente que ninguém esqueça a Ética Republicana: parece que está em desuso!

terça-feira, março 14, 2017

Importações com mais caudal?

Tenho pena deste País!... A cabraozada pafiana depois de tornar Portugal quase todo insolvente, permitiu que muitos dos seus amigos se tornassem exportadores para África e não só. Toda a maquinaria do mundo empresarial partiu ao desbarato, em contentores, muita da qual sem imposto. Quando a mesma, se não era dos seus legítimos(?) proprietários, foi caçada aos Bancos que tinham concedido elevados empréstimos sem qualquer tipo de segurança e de escrúpulos. Era necessário lavar dinheiro! Foi um fartar vilanagem.
Presentemente, para Portugal retomar toda a engrenagem empresarial e para que seja produtivo, impõe-se importar nova maquinaria! O que significa isto?...será o aumento elevado das importações, que ultrapassam as exportações, apesar destas se encontrarem em ritmo acelerado semestre, após semestre por ação deste Governo.
Quem se ri e é maldizente com toda esta tragédia causada? Os Pafiosos sob a batuta do sr. Passos Coelho e da sr:ª Cristas. Posso concluir, com determinação: era escumalha que tinha por objectivo acabar com Portugal, para um dia rumar rica para qualquer país afrodisíaco, abandonando na miséria toda uma população com Pátria, há quase 9 séculos. Porque é que os "media" deixaram de utilizar a palavra "venda" que todos dias entravam nas nossas casas? Ah!o nosso País tomou um rumo certo pelas mãos de António Costa, a que os Partidos que compõem a "Geringoça" não serão alheios.
Realmente, Portugal não precisa dos pafiosos: necessita de uma oposição séria que teima em aparecer, Julgo. Juntos, pensando políticas diferentes, um país de uma dimensão pequena, pode tornar-se num país grande, onde todos de boa vontade caberão debaixo da sua bandeira.